O Gato Filósofo (Kwong Kuen Shan)

Título: O Gato Filósofo
Título Original: The Philosopher Cat
Autora: Kwong Kuen Shan
Edição: 2015
Editora: Estação Liberdade
Número de páginas: 96
Palavras Chave: gatos / china / filosofia / aquarela
*exemplar cedido pela editora.

Resenha por Barbara Filippini

Essa semana recebi “O Gato Filósofo” da editora Estação Liberdade (que veio junto com um marca páginas lindíssimo). Tem tudo a ver comigo já que no enredo há gatinhos e Filosofia!

Esse livro é um presentinho de amor! É um livro muito bem feito com ilustrações de Kwong Kuen Shan e diversos trechos de filósofos (Confúcio, Mêncio, Lao-Tse e Chuang Tse), e também de alguns anônimos, sobre a vida.

As ilustrações são de uma sutileza e graciosidade que faz com que nos sintamos abraçados por quem as fez. Esses singelos desenhos foram feitos a partir de observações da autora enquanto estava próxima à seus gatos e também de gatos de amigos e conhecidos.

“Gatos são autônomos, serenos, se entregam ao aqui e agora, são teimosos e fazem o que querem. São como os grandes filósofos. A artista Kwong Kuen Shan combina com graça e delicadeza esses dois mundos, apresentando quarenta “aquarelas felinas”, acompanhadas por máximas e provérbios da sabedoria chinesa, de pensadores como Confúcio, Mêncio e Lao-Tse”

Acredito que a ligação entre gatos e Filosofia faz todo o sentido, já que os gatos, assim como a Filosofia, são animais pensativos e racionais, mas também não esquecem de extrair da vida os sentidos em seus mínimos detalhes por meio da frequente observação em tudo que fazem. Como já disse: o livro é um presente! Simples, singelo, mas riquíssimo em significado.

SOBRE A AUTORA – KWONG KUEN SHAN 

1428593583.jpg

A autora nasceu e cresceu em Hong Kong, onde estudou inglês e chinês clássico. Mais tarde, ela dedicou-se à pintura chinesa tradicional e, a partir de então, desenvolveu estilo próprio. Kwong Kuen Shan morou e trabalhou em Londres por muitos anos até se estabelecer em Abergavenny, cidadezinha na fronteira do País de Gales. Ela pinta paisagens, construções arquitetônicas e especialmente gatos. Dá aulas de pintura chinesa e expõe seu trabalho em mostras locais. Quando não está pintando ou escrevendo, Kuen Shan gosta de cuidar do jardim e tocar piano, de cozinhar e de degustar a seleção de vinhos do marido. (Foto: Site da Estação Liberdade)

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Elisamaura Barbosa Tanous disse:

    gostei muito do livro, os pensamento são lindos e os desenhos mais ainda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *